domingo, 14 de janeiro de 2018

Ring my bell

Tenho esta fome de devorar o mundo
como se entrasse em coma profundo a qualquer momento
e estivesse em contagem decrescente,
sempre.
Amo, porque amar é mais fácil!
O amor não se julga,
não se analisa,
não se racionaliza,
é o caos cheio de desculpas esfarrapadas
e de  explicações patetas,
cheias de teorias completas
de pessoas iluminadas...
Amo porque não faz sentido
e eu gosto de me perder, às vezes.
Nunca me levei a serio
e sei que não passamos de mortais
à espera de sermos erradicados da vida,
enquanto nos armamos em arrogantes
que sabem mais do que os restantes...
Amo porque te quero,
mesmo que querer não seja poder...
Não há pior morte do que a morte de todos os desejos.

Sem comentários: