terça-feira, 18 de abril de 2017

Lágrima do céu...

O dia passou...
Perdoa-me por não o assinalar
apesar de conversar o meu pesar e a alegria contigo,
meu amigo, meu único amigo,
sem tempo marcado, ou passado.
Falo com a nossa Figueira,
vejo-a crescer e sei que entendes,
nessa maneira de entenderes tudo e alcançares
além do alcance dos demais.
Guardavas a sabedoria do Universo nos teus olhos cegos...
Sinto tantas saudades tuas,
mais ainda quando estou feliz...
Falo de ti aos teu bisnetos,
dos afectos, dos olhares, dos livros,
de amares tanto os cavalos...
Farás parte da vida deles, porque és parte de mim
e quero que eles conheçam a mãe.
Parabéns atrasados meu querido A.A.M.!


1 comentário:

Rogério Paulo Peixoto disse...

Falo de ti aos teu bisnetos,
dos afectos, dos olhares, dos livros,
de amares tanto os cavalos...
Farás parte da vida deles, porque és parte de mim
e quero que eles conheçam a mãe.
Parabéns atrasados meu querido A.A.M.!

Um beijo nessa força da saudade