quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Quem somos ontem...

A felicidade é um grilhão de ouro,
um aquário esplendoroso que nos mostra o mundo
num gesto belo e profundo de orgulhoso servilismo e escravidão.
A paixão tem lábios negros,
amoras silvestres que nos pintam os lábios de sangue
e nos semeiam cardos nos dedos da alma.
Acalma as ondas dos pensamentos vadios, 
tantas vezes vazios de altruísmo...
O egoísmo pode ser belo.
Não sei o que o passado mudaria
se um dia qualquer tivesse sido diferente,
mas sei que continuaria passado...
Nunca questiono aquilo que fiz ou não fiz,
não serve de nada e só alimenta angustias e dores viciantes...
Antes fomos, hoje somos e basta!
O Presente é um presente urgente, o Passado um presente envenenado...

A vida é o caminho que a agua escava por entre os muros da arrogância e demência do nosso livre arbítrio, enquanto nos lava a cara e repara os nossos erros...

Sem comentários: