domingo, 16 de novembro de 2014

Hoje o mundo só pesa 400g...

  



    19 dias de vida bastaram para 400 e poucos gramas de gente comover um mundo inteiro... 
A Margarida nasceu no Dubai, com 25semanas de gestação, mas esteve um pouco no colo de todos nós, ensinou-nos a ter esperança, ensinou-nos a dar luta e vencer probabilidades, ensinou-nos que somos mais do que números, estatísticas, apólices de seguradoras, ensinou-nos a sermos uns dos outros, o poder enorme da empatia...
   Hoje a pequena mas portentosa, Margarida partiu e deixou-nos mais uma lição e a missão de ajudarmos, com a nossa dor a mitigar, um pouco, a dor destes pais, entre as nossas lágrimas os pais da doce Margarida sentem-se menos sós porque os ajudamos a carregar o luto nos ombros...
   Eu acredito que somos nós que decidimos , antes de nascermos, os nossos pais e a nossa missão, a corajosa Margarida soube decidir muito bem!

Um beijo Margarida e até um dia, se Deus me der o privilégio de me cruzar contigo!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

31 de Outubro de 2014...

    Partiste, levaste um pouco da sabedoria do mundo contigo, aquele saber que só os muitos anos trazem, aquele olhar de quem já viu muito da vida...
Partiste num dia que tinha significado para ti, não por causa de tradições de sustos e abóboras decoradas, mas porque era "Dia de Finados", o dia que nos lembra os que já partiram e que deixaram saudades e eu sei que agora este dia, para mim, será sempre teu!
   Não chorei copiosamente a tua morte, custou-me mais a tua não-vida dos últimos tempos, o olhar perdido e assustado de quem já não sabe onde pertence, intercalado com uma revolta muda de quem sempre foi autónoma e se via privado de parte da dignidade...
   Tiveste uma vida longa e muitas vezes feliz, viste nascer filhos e netos e bisnetos, deste colo a todos, um colo delicioso com aroma a  pasteis de feijão, torta de ovos, salame de chocolate e biscoitos de amêndoa!
   Adoptaste-me como neta e eu adoptei-te como avó, a minha avó Juju que guardo no coração da alma com o mesmo fervor que nos dita o sangue!

92 anos de vida... Que legado maravilhoso de humildade, rectidão e dedicação!
Quando for grande quero ser como tu, Juju! E quando nos encontrarmos outra vez, quero ter empadinhas tuas à minha espera! :))