domingo, 18 de novembro de 2012

EnvelheSer

O tempo é um galope selvagem que nos vinca o rosto,
gosto de sentir os cascos a desenharem-me a pele…



Envelhecer é o privilégio de quem vive,
um direito que se adquire, um mel que se saboreia devagar,
um orgulho que nos fica bem!
Ninguém nos rouba o que vivemos, o que sofremos,
O que rimos, o que amámos, o que perdemos…
Cada dia traz as batalhas que terminam e se renovam
no tempo que nos dura…
E aquilo que somos e o que fomos chega nas medalhas de cada ruga…
Quero envelhecer sem pressa, sem plásticas ou plásticos,
não quero que a minha felicidade se meça em bisturis…
Quero ser eu mesma, velha e cheia de graça,
abençoada pela passagem do tempo!
Com ancas que doem porque amaram muitas vezes
e pariram
e deram colo!
Com pernas que se bamboleiam e se atrasam porque correram
e saltaram e se entrelaçaram em outras pernas…
Com braços que perderam a força porque abraçaram tantas e tantas vezes
e mãos tremulas que agarraram tudo o que queriam e fizeram festas, suavemente…
Quero ter o mesmo sorriso, mas marcado pela vida que vivi,
pela sabedoria que o tempo me trouxe,
pela tatuagem de cada dia!
Porque estar viva é mudar sempre
e eu nunca ouvi o riso das pedras…

Sem comentários: