quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Porque ela era qualquer coisa de mágico...

Uma simplicidade inquietante, uma passagem breve mas perpetuada pelo talento...

Sem comentários: