segunda-feira, 16 de abril de 2012

Oração...

Sacudo a poeira dos dias, dos dedos finos…
Por quem dobram os sinos, por quem choram os céus?
Os meus olhos cabisbaixos são viúvas sem lágrimas…
Amo a campa branca do meu sonho, ponho-me de joelhos e rezo!
Obrigada meu Deus por nem sempre me ouvires,
Tu que filtras os pedidos escondidos do amor sem te iludires,
Ou deixares comprar com velas…
Santos de cera nunca fizeram milagres…
Olha por mim por entre janelas de sopro e algodão,
Levanta-me os joelhos do chão e leva-me pela mão ao altar do meu vergar…
Agradeço-te os dias tristes porque existes para me ouvires chorar,
Agradeço-te as desilusões e as ilusões que as criaram!
Obrigada por todas as lágrimas que os meus olhos soluçaram!
Obrigada por me deixares Ser e por me dares um Ser que também é teu,
Meu céu de berço na terra que te agradeço!
Obrigada pelo tempo de espera e de esperança,
Porque a vida também é uma criança que precisa de crescer!

Sem comentários: