segunda-feira, 2 de abril de 2012

Desabafo, porque já me estava a passar!

Detesto vedetismos, detesto… É que não há pachorra para aturar estas “pessoas” que de repente, de um momento para outro, se ACHAM ACIMA DOS COMUNS MORTAIS, porque escrevem não sei o quê, ou publicaram um livro qualquer, ou têm uma editora que ninguém conhece, ou gravaram um disco que ninguém ouviu ainda… O mesmo se passa com aquelas pessoas que fazem de conta que gostam muito de ler os outros só para serem lidas e comentadas, como se houvesse uma obrigação qualquer, ou um contrato…
Credo!!!…

Eu leio quem me apetece, porque gosto, ás vezes comento, outras não tenho nada a dizer, independentemente de até ter sorrido ao ler, ou ter aprendido alguma coisa e não comento, não por desprezo ou por desatenção mas porque não sou como aquelas meninas na escola da primeira fila das carteiras sempre com o dedinho no ar… Quando leio um livro também não escrevo um mail ao autor para o comentar…!...
E no entanto li o livro, certo?!


Se acham que escrevem bem, a ponto de ser comentados, tanta insegurança para quê?!

Eu escrevo porque tenho necessidade de o fazer, gosto de ser lida, óbvio, se não escrevia só para a gaveta (ou para o ficheiro…), gosto de um comentário de incentivo, quando sincero e desinteressado, mas se não me comentam, não faço disso um drama, se me leram, só por isso já devo é ficar agradecida e orgulhosa…

O autor só tem de escrever, não pode estar preocupado com quantas leituras vai ter, ou quantas visitas tem no blog, ou se a editora o vai editar e se lhe vai prestar vassalagem, porque escreve logo é um VIP intelectual… Porque ás tantas o processo criativo torna-se num prostíbulo comercial em que o autor perde o viço e torna-se um vendedor de letras dependente de atenção…

A escrita enquanto arte é uma sinergia, na qual todos os participantes representam um papel e acho que na sede estúpida e cega de um protagonismo ridículo, se esquecem que as editoras nada são sem os autores e os autores nada são sem os leitores. Os leitores, a bem da verdade, são os mais importantes, porque sem eles escrevemos para quem?? E as editoras sem os autores e os leitores publicam o quê e para quem??!

Por escrevermos umas coisas, ou publicarmos uns livritos não somos o Fernando Pessoa, a escrita deve ser uma evolução constante e a humildade é que constrói um escritor porque lhe permite evoluir e manter a sua sensibilidade criativa…

Por editarem uns livros não são a Assirio e Alvim e mesmo que fossem, Srs. Editores, respeitem os vossos autores , não nos tratem como vedetas alimentando egos ridículos, nem como descartáveis usando os nossos textos e deitando-nos fora, tratem-nos como pessoas e sejam profissionais isso basta! Revejam o vosso trabalho, evitem erros gráficos, honrem os nossos escritos e os nossos leitores, orgulhem-se com mérito de editar!

Ninguém sobrevive sozinho, mas se trabalharmos juntos com empenho e respeito podemos de facto ser merecedores do esforço que faz quem, no meio de uma crise e de dificuldades, puxa da carteira e nos compra só para ver o que temos para partilhar, ou tão somente, abre a nossa página e lê aquilo que temos para dizer, roubando tempo a si próprio e estando um pouco connosco…
Agoram digam Srs. Autores e Srs. Editores quem merece aqui protagonismo? Hum?

Agora deixem-se de merdas e trabalhem!

7 comentários:

Lírio Lilas disse...

Minha querida,

ASSINO EMBAIXO! Nossa, como me identifico, às vezes, com o que escreves! DEMAIS!
É uma guerra de egos que ninguém aguenta. Sabe? Isso me fez desinteressar por sites de poesia e está a me fazer desinteressar pelas redes sociais, acreditas? Credo!
Um beijo, minha linda! Adoro o que escreves!
Lila.

Lírio Lilas disse...

Minha querida,

ASSINO EMBAIXO! Nossa, como me identifico, às vezes, com o que escreves! DEMAIS!
É uma guerra de egos que ninguém aguenta. Sabe? Isso me fez desinteressar por sites de poesia e está a me fazer desinteressar pelas redes sociais, acreditas? Credo!
Um beijo, minha linda! Adoro o que escreves!
Lila.

leonor nunes disse...

e,tenho dito ,é por isso que gosto de ti miuda! Eu, com os meus 65 anos,topei logo que eras antivedetismo,eu não sou poeta nem escritora, mas adoro ler quem o sabe fazer e ser humilde! hoje toda a gente é escritor, isso é mais uma coisa que não entendo ,se há editoras que publicam certos escritos, é por que se vendem , a que conclusões chegas? Um povo ignorante que nem sabe ,infelizmente distinguir um bom dum mau português, e claro como em tudo há sempre quem se aproveite! bem hajas! jinhos.....Minô

Vóny Ferreira e outros poetas neste blog : http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

É... Inês! Tens toda a razão. Mas no entanto essa insegurança nem sempre é o que parece entendes, amiga?
Seja como for permites que partilhe este texto no meu blog? Talvez me faça bem ler e reler, e mais... relembrar os comentários tanto da Lila como da Leonor.
Bem hajas, poeta! Abaixo o vedetismo, e a insegurança de alguns... a começar por as minhas lamechices. Bjs, sempre com eterna admiração
Vóny Ferreira

Alexandra disse...

Bem miguita estás que estás!Mas sim tens toda a razão naquilo que escreveste falsas vedetas chateiam muita gente e são ridículos e insuportáveis.Agora e apesar de nem sempre comentar sou leitora assídua dos teus textos mas ainda não encontrei nenhum livro teu à venda :(
Beijinhos em TI

Inês Dunas disse...

Ola minhas queridas obrigada por me aturarem neste meu desabafo! Lila como te compreendo as vezes tb me canso do mesmo, detesto esse tipo de vampirismo cibernauta! Beijinhos minha doce!
Minô eu tb nao me considero poeta ou escritora, ainda me situo a anos-luz desse estatuto, mas há quem se ache um Jedi das letras só pq rabisca umas coisas... LOOLLL Mil beijinhos querida!!
Vony, não és nada lamechas, todos temos dias assim em que duvidamos de nós e precisamos de colinho, o meu está sempre disponivel!! Tu, alem disso, escreves q te desunhas!! :))
Beijinhos lamechinhas fofa!
Xana, saudadesssssssssss!!! Pois sabes querida quando me passo, PASSO! LOL Qto aos meus livros, pois é normal que nao os encontres assim nas bancas, eu ainda sou tenrinha e as livrarias não me compram aos magotes, o que faz sentido!! Mas podes encomendar ao balcão na Bertrand, na Wook, na Bulhosa e outras (A Portugal fechou... :'((( ) ou compra-lo on line, aqui no Blog estão os Links!! ;)
Beijos, mil, em ti e no giraço pequeno!! :)))

mensagem disse...

Concordo com tudo que dizes no teu texto minha doce Inês.
Devemos ter a humildade de não nos considerarmos umas vedetas, só porque escrevemos umas coisas, mas, e existe sempre um mas, tu escreves que te fartas e muito bem..Porque não te dar valor???....Eu dou sem falsas modéstias, pois sou preto no branco, e tu és muito boa naquilo que fazes..
E tenho dito!
muitos parabéns amiga!
Um beijo enorme nessa alma de menina :)***