sexta-feira, 22 de outubro de 2010

(A pedido da borboleta... Sorri!!!) "Dançando sobre as cinzas" Capitulo IV (parte 2/2)

-Frederico, desculpa lá, mas queres explicar-me o que se passa?
- Não! Mas em breve percebes sozinha!
E dito isto Frederico dá um salto numa poça enorme, numa das bermas do passeio, salpicando Isabel. Isabel encolheu-se num gesto instintivo e olhou para ele atónita… Ele tinha acabado de a molhar… Estava doido?
Olhou para as calças de ganga dela e estavam cheias de salpicos…
-Frederico, tu és atrasado mental??
Mas em vez de resposta, recebeu outro banho resultante de outro pulo de Frederico dentro da poça.
-Eheh és tenrinha, nem dás pica, vais ficar aí a reclamar ou vais defender-te?
Isabel estava atónita ante a atitude despropositada de Frederico, que raio de momento “twilight” se estava a passar, onde se tinha escondido o David Lynch?
Enquanto tentava perceber o rocambolesco daquele cenário, Frederico começou a ficar mais agressivo, saltava cada vez com mais força bem no centro da poça e desta vez conseguira salpica-la na cara! E Ria que nem um doido com as caretas enraivecidas de Isabel que, nitidamente cada vez se irritava mais, enquanto lhe pedia para parar com aquela parvoíce, num momento extremo de fúria Isabel alça a perna esquerda e aplica um pontapé na agua da poça atingindo Frederico, enquanto gritava:
PÁRA JÁ COM ISSO, VÊ LA SE GOSTAS.
Mas Frederico, que parecia completamente enlouquecido, em vez de barafustar, deliciou-se a rir e investiu sobre a poça ainda mais resoluto, saltando freneticamente com os dois pés lá dentro enquanto dizia:
-Não dás pica, fraquinha, uns salpicos de caca!
Isabel então possuiu-se, tomada por uma raiva assustadora, salta também para dentro da poça, saltando com os dois pés com toda a força que tinha, molhando e salpicando de lama Frederico que às tantas até na boca já tinha lama, acidentalmente um salpico atinge-o no olho e Frederico tentava limpar o olho desesperadamente enquanto Isabel saltava que nem uma alucinada de dentes cerrados e punhos fechados…
-Isabel espera, tenho terra dentro do olho…
Mas Isabel nem o ouvia, cada vez saltava mais e com mais força a roupa dos dois já estava uma vergonha, passado algum tempo o cansaço começou a ganhar à fúria, Frederico já há muito não saltava, apenas chorava do olho que estava muito vermelho e tentava falar com ela, tentando em vão, esquivar-se aos salpicos de lama na boca… Pouco a pouco Isabel foi acalmando, entre cansaço e falta de luta e começou a olhar para ele, todo sujo com um olho todo vermelho, subitamente bem mais pequeno do que o outro… E parou progressivamente de saltar, como se as pernas não conseguissem suspender aquela missão imediatamente e tivessem primeiro que abrandar, até pararem completamente. Frederico estava de facto uma lástima, até nos dentes tinha lama… E estava com um ar muito desconsolado com uma mão a tentar tapar os olhos e a outra no ar a tentar servir de raquete aos salpicos…
Analisou aquela imagem detalhadamente e de repente percebeu que havia um barulho de fundo familiar que vinha dela própria, ela estava a rir-se, às gargalhadas!

1 comentário:

Dany Filipa disse...

LOL
o gajo armou-se em esperto e levou com terrinha no olho ohhh
pois e agora?
esta é a parte , em que depois de ela se rir que nem louca pela maluqueira que fez, ir dar lhe miminhos e limpar lhe o olho e tshanannnnnnnnnnnnnn
eis que começa um romance entre os dois!
Lol
:-)

P.S. acho bem que tenha feito o que lhe pedi!!!:P

beijoka e obrigado :)