segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Imortal(idade)...

Não há tempo, não há lugar,
não há espaço...
Os limites fizeram as malas e partiram
para um planeta distante chamado saudade!
E nós chamamos-nos imortalidade
porque rompemos a fronteira da morte...
Não...
Não há barreira, ou meta, ou troféu, ou corrida,
a vida não nos ganha em tempo,
porque o tempo nunca importou,
pertencemos a uma eternidade perpetuada
em sonhos e amor!
E os sentimentos não vêm em varetas graduadas,
nem são dedutiveis no IRS, taxados a 6%...
Por dentro somos invencíveis,
porque somos o mesmo átomo
e o indivisível, não se parte ao meio!
O tempo que se arrependa,
o espaço que se envergonhe,
o lugar que se modifique,
porque nós não temos idade,
somos a imortalidade perpetuada
e o nada que nos une é o tudo que rende o mundo!

Sem comentários: