sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Leap of faith...

Fecha os olhos...
Deixa-te cair para trás...
O amor é um imenso mundo
onde a gravidade não comanda...
Tens coragem?
É uma queda de fé,
confiança cega,
uma demanda de entrega...
Não podes ser margem amor,
tens de ser maré e onda enrolada
e agua agitada em fúria...
Deixa-te cair,
sem pestanejar,
sem abrir o olho para espreitar,
sem virar a cabeça,
aconteça o que acontecer...
Só a ti cabe a escolha de te deixares cair,
sem medo,
num mergulho de costas...
Sem saber se a água é turva, cristalina,
negra como carvão, ou apenas chão duro...
No amor e no sonho não há guião a seguir...
Tens de deixar acontecer,
tens de dar a mão e deixares-te guiar...
De vendas nos olhos em solos flutuantes,
inconstantes e desnivelados...
Ponderar é castrar,
é ser infiel
é ser indigno...
É ser incapaz...
Deixa-te cair para trás...
O amor não se pondera,
nem se espera, nem se equaciona...
É tempestade que não figura nos bolhetins meteorológicos...
Os lógicos, os racionais, não amam, nem sonham...
Deixa-te cair para trás!
Num imenso abismo de ti mesmo,
onde és tudo o que sempre quiseste ser e nunca ousaste...
Sente-te a fluir por todos os poros,
sem rótulos, sem racionalidades supérfluas,
sem indecoros mascarados de covardia...
Amanha?
No futuro?
Quantos dias ficarão por sonhar à espera do dia certo?
Amanha estarás morto na mesma,
vivas como viveres,
comas o que comeres,
serás um lindo morto saudável e racional
que fez tudo bem, só não viveu...
Tentar?
Mal não faz...
Podes sempre voltar ao que eras...
Deixa-te cair para trás!
Fecha os olhos!
Inspira fundo, confia em ti,
mereces o mundo!
Deixa-te cair para trás, amor...
Eu seguro-te!

1 comentário:

Rogerio Peixoto disse...

Podes sempre voltar ao que eras...
Deixa-te cair para trás!
Fecha os olhos!
Inspira fundo, confia em ti,
mereces o mundo!
Deixa-te cair para trás, amor...
Eu seguro-te!

Este teu modo de escrever, esta suavidade lindissima numa curva fechada da emoção...

ès imensamente grande, imensamente inspiradora. ès Luz...


Muito, muito bom.