sábado, 28 de novembro de 2009

Euphoria...

As emoções fluem, como espelhos...
gritando reflexos,
chamando ilusões,
projectos que eram pó e agora ganham contornos...
A ânsia, fez-se luz e a luz fez-se concreto,
como sonho escrito nas paredes...
Nada é impossível,
porque o impossível teve vergonha de castrar os outros...
Agora, engoliu o orgulho, tornou-se crente, tornou-se fado!
Nada pode limitar as barreiras dos nossos dias,
somos orgasmos em tons de azul, gemendo lado a lado,
distribuindo prazer, distribuindo querer, fazendo acreditar!
Tudo é possível, porque somos almas eternas e doces que apenas passeiam por aqui...
O tecto dos nossos sonhos, se quisermos, se permitirmos estará sempre mais alto...
As nossas pernas, se deixarmos chegarão sempre mais longe,
alargando os passos, como gazelas em campos abertos...
Somos feitos à nossa própria imagem,
nada compromete as nossas conquistas,
somos paisagem de vistas largas...
Somos um quarto espelhado que nos reflecte e nos torna completos!

Sem comentários: